Manter o equilíbrio financeiro nem sempre é uma tarefa muito fácil. Por esse motivo, grande parte da população já passou pela experiência de precisar de um dinheiro para lidar com imprevistos ou para tirar alguns sonhos do papel. E, de uns anos para cá, diante dos efeitos da crise econômica, o assunto “renda extra” se tornou ainda mais comum para os brasileiros.

Para quem participa dos programas de fidelidade das principais companhias aéreas do país, há uma alternativa para se conseguir essa renda de maneira mais fácil. Atentas às novas demandas, empresas especializadas profissionalizaram a prática de compra e venda dos pontos e milhas que anteriormente eram intermediadas por agentes.

Traduzindo essa informação em números, segundo um levantamento realizado pela Associação Brasileira das Empresas do Mercado de Fidelização (ABEMF), apenas no primeiro trimestre de 2017, 17,6% dos participantes dos programas de milhas perderam seus pontos. A venda desses pontos proporciona um retorno financeiro quando eles poderiam ter sido perdidos.

De acordo com Tatiane Chaves, gerente operacional da EloMilhas, uma das maiores intermediadoras de milhas do país, os benefícios são os mais variados. “Acredito que a maior vantagem da venda das milhas é o fato de você poder trocar os pontos que acumulou durante algum tempo por dinheiro para fazer o que quiser e não ficar restrito à taxa de conversão”, destaca Tatiane.

O procedimento para a negociação é simples. Ao entrar no site da empresa é possível fazer uma cotação para avaliar por quanto seus pontos podem ser negociados. Esse valor a receber depende de diversos fatores, entre eles a quantidade de milhas disponíveis para venda, qual o programa fidelidade utilizado, a demanda por elas e as cotações das moedas estrangeiras.

No entanto, antes de realizar o pagamento, é comum a solicitação de comprovação tanto da disponibilidade das milhas quanto das informações pessoais fornecidas no cadastro. Ao se certificar de todos os dados fornecidos, é feito o depósito do valor acertado na conta bancária previamente informada.

Como é necessário o repasse de alguns dados de acesso, a orientação é checar a existência e o histórico da empresa que se deseja fechar negócio. “Para evitar fraudes, a dica é procurar por uma empresa confiável, idônea e que se preocupe com a segurança dos seus dados”, finaliza a gerente.

Quer vender suas milhas? Saiba como.


Postado em 23/08/2017

Tags: , , , ,