Hoje em dia a utilização e elaboração das senhas referentes à compra de milhas e venda de milhas tornou-se um assunto à parte. Devido a dúvidas de nossos leitores  esse será o tema abordado hoje.

Portanto, a primeira precaução é ao fornecer senhas a empresas desconhecidas, principalmente, quando for comprar milhas ou vender milhas. Procure negociar milhas com empresas sérias no ramo. Verifique se ela possui endereço, atendimento telefônico com número fixo e perfis ativos em redes sociais. Faça também uma busca com o nome da empresa em sites de pesquisa, com o Google, e verifique a sua reputação na web.

Referente às senhas segue algumas dicas que podem evitar problemas futuros:

 

  • Modifique sua senha de resgate após o término da venda de milhas ou da compra de milhas e a emissão das respectivas passagens.

 

  • Utilize uma senha diferente para cada site. Evitando, dessa forma, utilizar a mesma senha para tudo.

 

• Ao criar a sua senha nos programas de fidelidade da milhas TAM ou da milhas Gol, por exemplo, misture letras maiúsculas e minúsculas, letras e números ou até mesmo símbolos e que inicie sempre com a última deles “Z” ou algum símbolo qualquer que seja aceito (%,$,#) e não utilize telefones e datas.

 

• Não crie sua senha com números de fácil entendimento, como datas de aniversários, sequencias numéricas (ex: 1234). A data de aniversário, por exemplo, pode ser facilmente visualizada em redes sociais e em outros sites.

 

Algumas medidas também podem ser tomadas durante a utilização das milhas por terceiros:

 

• Verifique sempre sua conta nos programas de fidelidade em que participa. Confira seus números de milhas, últimas transações e todos os detalhes da sua conta. Em caso de fraude, você ainda consegue cancelar a passagem antes da data de embarque. Nesta situação, apenas 90% dos pontos utilizados para emissão do bilhete retornam para a sua conta.

 

• Quando fizer o login no site da companhia aérea, ou em uma empresa especializada em comprar milhas e vender milhas, não se esqueça de sempre fazer logout quando terminar.

 

• Não use computadores públicos, como em lan houses e cybercafés, para realizar uma transação online.

 

• Caso você tenha a sua conta invadida e as milhas emitidas sem a sua autorização, você deverá pedir o ressarcimento da companhia aérea. Já que a empresa é responsável por evitar fraudes no sistema.

 

• Para descobrir o fraudador é muito simples. Apenas exija da companhia aérea os dados do titular do cartão de crédito utilizado para o pagamento das taxas de embarque.

 


Postado em 22/01/2014