Alterações foram implementadas no regulamento do programa LATAM Fidelidade, da companhia aérea LATAM. A principal mudança refere-se ao resgate de passagens aéreas na rede Multiplus. A partir de 09 de agosto, será limitado para até 25 pessoas distintas no período de 12 meses.

A Multiplus é a rede de fidelidade oficial da LATAM. Com mais de 400 parceiros, o participante transforma pontos conquistados no dia a dia em inúmeras vantagens.

Evitando fraudes

A empresa alega que a nova regra apresenta-se com o intuito de “cuidar e oferecer mais segurança” ao cliente. No regulamento atualizado, consta ainda que “serão suspensos e/ou excluídos definitivamente do Programa todos os Participantes que venham a infringir as regras deste Regulamento, bem como utilizem de má-fé, fraude ou ardil”.

Além disso, também afirma que poderá suspender o participante por um período de 06 meses ou, a depender da situação, excluí-lo automaticamente do programa. A LATAM reconhece que a comercialização de milhas não é ilegal, mas não está de acordo com as regras do programa.

De acordo com a companhia aérea, os usuários que serão afetados com o novo limite representam uma quantia pequena da base total de clientes. No entanto, trata-se dos que transacionam uma imensa quantidade de pontos.

Segurança na negociação

A comercialização das milhas ocorre devido ao grande acumulo de pontos que é desperdiçado anualmente. Isso acontece porque a maioria dos participantes dos programas de fidelidade não percebem a quantidade que detêm, nem das vantagens que podem aproveitar a partir dessa pontuação.

Preocupando-se com a sua segurança, a EloMilhas garante o sigilo de todos os dados pessoais pertencentes aos clientes. Somos uma empresa especializada na compra de milhas aéreas e já estamos há 5 anos no mercado.

Neste post, reunimos algumas informações sobre como esse comércio funciona. Além disso, apresentamos algumas dicas de segurança na hora de vender suas milhas para evitar transtornos. Justamente o que as alterações no regulamento defendem.


Postado em 13/08/2018